Newsletter

Autores

 

 

Clara e a Carta de Amor

Clara e a Carta de Amor

Nasceu em Bremen, na Alemanha, em 1966.

Estudou literatura e musicologia e trabalhou como redatora num canal de televisão para crianças.

Um dia lembrou-se de que, quando era pequena, queria ser escritora. Como poderia ter-se esquecido disso? Nesse momento, decidiu dedicar-se exclusivamente à escrita.

Desde então, vive em Berlim e escreve livros para crianças e histórias para televisão.


Ver livros do autor: Julia Boehme
É finlandesa, mas vive há muitos anos em Berlim com o seu companheiro e com o gato Luna. Em criança, gostava muito de desenhar e pintar. Tanto gostava que mais tarde estudou artes visuais na Finlândia e em Berlim; na Finlândia fez um curso de design e na Alemanha estudou comunicação visual e cinema de animação. Ainda hoje, é na produção de filmes de animação que gosta de trabalhar.

– Olha, olha, mas o que é que eu estou a ver? Um parzinho de namorados!

– Que disparate! – exclama a Clara, irritada.

Lá porque ela e o Paulo vão juntos para a escola, não quer dizer que estejam apaixonados. E muito menos comprometidos! Afinal, o Paulo mora perto e faz o mesmo caminho da Clara. Até seria uma parvoíce se não
fossem juntos para a escola…

– Um parzinho de namorados! – guincha o Vasco outra vez.

Depois, estica os lábios e dá um beijo ruidoso no ar. O Alex e o Hélder estão sentados na mesa deles e quase se rebolam a rir. Também a Isabel e a Lena dão risadinhas.

– A Clara e o Paulo estão apaixonaaaados! – gritam em coro. E logo toda a turma se junta ao
barulho.

– Não é verdade – murmura o Paulo, enquanto tira as coisas de Matemática da mochila. Ficou todo vermelho. Se calhar por estar zangado. Não admira. A Clara também está irritada.

– Vocês estão mas é malucos! – diz, encolerizada, e batendo com o dedo na testa.

Por sorte, a campainha toca e, nesse momento, a professora Regina irrompe, autoritária, sala dentro. Num instante, correm todos para os seus lugares.

Durante a aula, a Ana dá uma cotovelada à Clara e, sorrateiramente, passa-lhe uma folha.

«Vocês estão mesmo apaixonados?», é o que lá está escrito.

A Clara suspira. Agora é a sua melhor amiga que começa com estas coisas!

«NÃO!!!», escreve a Clara em grandes maiúsculas e, por causa das dúvidas, acrescenta-lhe três pontos de exclamação.

Desiludida, a Ana guarda outra vez a folha no caderno de matemática.

– Que pena! – suspira baixinho.

Durante todo o tempo, a Clara tem a estranha sensação de que estão todos a olhar para ela. E de cada vez que se vira, põem-se a olhar para outro lado. Estão todos a cochichar a propósito de quê? Esperemos que não seja por causa dela e do Paulo.

– Calados! – Até a professora Regina parece enervada.
– Mas o que é que se passa hoje convosco?

Pois, a Clara também gostava de saber!

A Clara é uma rapariga bem-disposta, sempre pronta a fazer amigos, lutadora, atenta e disponível aos outros, vai aprendendo com tudo o que a rodeia e, naturalmente, com os próprios erros. Destinada a leitores dos 7 aos 11 anos. Em média, mais de 150 000 exemplares vendidos por volume só na Alemanha.Temas apelativos e histórias movimentadas, actuais e cheias de imprevistos prendem os leitores da primeira à última página.

    A turma da Clara anda de cabeça perdida: o vírus do amor atacou! Mas a Clara não está apaixonada, disso tem ela a certeza. Ou será que está? Como é que se sabe se uma pessoa está apaixonada? A Clara procura informar-se. Também gostava de receber cartas de amor, tal como a sua amiga Ana. E se ninguém lhe escreve, a Clara tem de resolver o problema …


  • Autor Julia Boehme
  • Preço C/IVA 5.49 €
  • Ilustrador Herdis Albrecht
  • Tradutor Maria Lin Moniz
  • Capa Cartolina plastificada
  • Nº Páginas 104
  • Formato (mm) 7x130x197
  • ISBN 978-989-696-005-6

Não existem comentários.


Preço: 5,49 € (IVA incl.)

Comprar Online: